Joe Sacco - Quando a arte vira um instrumento para mudar o mundo | Hope In Love
Tecnologia do Blogger.

Joe Sacco - Quando a arte vira um instrumento para mudar o mundo

Desde que Maus de Art Spiegelman foi lançado, o mundo percebeu o quanto a arte dos quadrinhos é uma ferramenta poderosa para fazer críticas e reflexões, e contribuir para mudar o que está errado. Mas graças ao jornalista e quadrinista Joe Sacco, este recurso alcançou um novo nível e conseguiu chamar a atenção das pessoas para problemas sérios, como os conflitos na Palestina, na Bósnia e em outros lugares. Saiba mais sobre o trabalho e o ativismo deste grande homem e inspire-se com a sua história.

Joe Sacco Jornalista
Joe Sacco  - Imagem Marcel Maia 




Um pouco mais sobre Joe Sacco



Nascido em malta em 1960, Joe Sacco passou boa parte de sua infância na Austrália, mudando-se para os EUA depois de adolescente. Sua veia ativista se manifestou desde cedo, o que o levou a cursar jornalismo e se formar na profissão em 1981. Depois de dois anos ele retornou a sua terra natal, na qual começou a exercer outra de suas grandes paixões – Seus desenhos de cartunista. Cinco anos depois, o artista se mudou para Los Angeles, e a partir de então começou a trabalhar unindo seus dois talentos.


Imagem  Wolf Gang 

Assim, a partir de 1988 ele começou a viajar pelo mundo para documentar temas variados e transforma-los em reportagens em quadrinhos. E depois de publicar o seu primeiro livro, intitulado Yahoo, Joe Sacco escreveria um dos maiores marcos de sua carreira: Palestina: Na Faixa de Gaza. Publicado em 1996, esta HQ de capa dura trouxe para o mundo uma visão até então inédita da grave situação do país, descrevendo e desenhando as experiências que teve vivendo em um território em constante guerra civil. Deste modo, o seu trabalho chamou a atenção do mundo todo.



A consolidação de seu ativismo e outras obras-primas

Depois de ganhar o American Book Awards, em 2000 o jornalista e quadrinista lançou outra obra-prima intitulada Área de segurança: Gorazde. Este livro tratava da sangrenta guerra civil que ocorria na Bósnia Oriental, e como resultado ganhou o prêmio Guggenheim. Outro trabalho de grande repercussão de Joe Sacco foi O Mediador de 2003, que tratava dos conflitos na antiga Iugoslávia. Sua mais recente obra é Notas sobre Gaza de 2010, na qual ele descreve mais detalhes deixados de lado no clássico de 1996.


Entre estas e outras obras menores, o que impressiona no trabalho do artista é a maneira como ele expõe problemas e conflitos sérios que ocorrem no mundo e muitas pessoas não estão cientes. Sua linguagem é jornalística e objetiva, e visa alertar as pessoas sobre os problemas do planeta e incentiva-las a realizar algo a respeito. Desta forma, Sacco prova que a arte é uma ferramenta de grande poder, e aliada com a informação correta e imparcial pode causar um grande impacto positivo.


Um exemplo a ser seguido




Provavelmente, a maior lição que Joe Sacco deixa para as pessoas é como usar os talentos que cada um tem para mudar o mundo para melhor. Hoje aos 54 anos(02/10/1960), seu ativismo continua firme e inspirando várias pessoas em todo o planeta. O primeiro passo para mudar situações graves é mostrar como elas realmente são, para que depois se possa tomar uma atitude sobre elas. Com isto em mente, o jornalista e quadrinista faz um excelente trabalho de alerta e conscientização. Por estes motivos, ele é um grande exemplo a ser seguido. Usando o que cada um tem de melhor é possível fazer a diferença, e por isto sua obra é louvável.
Compartilhe no Google Plus

Sobre Anna Vlis

Anna Vlis (Silvana), tenho 36 anos, sou mãe, amiga e blogueira, apaixonada por pessoas que transpiram bondade,amor e honestidade. Completamente fã dos meus filhos, ávida por boa leitura e filmes. Extremamente sonhadora. Cheia de defeitos e manias e sempre com um sorriso nos lábios. Eternamente grata ao meu maior amor, Jesus. Beijinhos lilás S2
    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada por seu comentário! Isso me incentiva a postar sempre.

Não deixe link de blogs em seu comentário, para isso pode comentar como nome/url e deixar o link do seu blog. Bjinhos lilás <3