Boas atitudes que superam o poder destrutivo da internet | Hope In Love
Tecnologia do Blogger.

Boas atitudes que superam o poder destrutivo da internet

Um dos assuntos mais sérios e muitas vezes negligenciado que requer atenção é sem dúvidas o bullying. Seja físico, psicológico ou emocional, o ato de denegrir as pessoas pela ridicularização é inadmissível, e o perigo é ainda maior quando isto é feito por meio da internet. Este é o caso de Sean, um homem que vive em Londres e se tornou vítima de uma "brincadeira" de mal gosto que se espalhou pelo mundo virtual. Mas graças a atitude de um grupo de mulheres, ele ganhou apoio e uma grande homenagem.

A história de Sean

Foto homem dançante(Sean) - 4Chan (Reprodução)


Em fevereiro de 2015, duas fotos começaram a circular pela internet. Uma delas mostrava um homem obeso dançando, e na outra ele estava visivelmente constrangido. A descrição das imagens postadas por um usuário do site 4chan dizia que havia avistado aquele “espécime” tentando dançar, e que logo depois que o viu rindo parou. Pessoas em todo o mundo viram a cena, e embora muitas tenham feito comentários maldosos um indivíduo a postou no site Imgur com uma mensagem de apoio ao dançarino. A partir daí as coisas começaram a tomar um rumo diferente.


Cassandra Fairbanks, autora do site de apoio The Free Thought Project ficou sensibilizada com a situação do homem, e propôs algo inusitado. Em seu Twitter, ela lançou um desafio para seus seguidores,  que descobrissem quem ele era, e se o encontrassem ela pagaria para ele uma passagem para Los Angeles e faria uma festa para que ele dançasse a vontade. Assim, mais de 1.700 mulheres aderiram a causa e quiseram participar da celebração com o “homem dançante”, como ficou conhecido.

Um desfecho emocionante


Em pouco tempo a busca pela identidade do homem trouxe resultados. Seu nome é Sean e ele mora em Londres. Profundamente emocionado com a iniciativa, ele topou fazer parte da festa que será realizada, e criou uma conta no Twitter para agradecer Cassandra e as outras mulheres. Em sua mensagem, ele disse que pessoas de bom coração o faziam esquecer as que possuem mente pequena. Sem dúvidas, este fato mostrou que mesmo com um grande poder destrutivo, a internet é capaz de coisas incríveis.


Outras iniciativas semelhantes também mostraram o quanto o mundo ainda tem muita gente boa. Mesmo que sejam apenas mensagens ou fotos em redes sociais, indivíduos mostram o quanto se importam com os outros ao postarem imagens de carteiras e documentos perdidos, denunciando maus-tratos de pessoas e animais e se mobilizando em prol de causas maiores e mais nobres. Assim, a esperança de dias melhores vai sendo erguida aos poucos, de forma que todas as coisas ruins vão sendo apagadas progressivamente.


Construindo um amanhã melhor




O caso de Sean não é a única, e com certeza há muitas pessoas como ele que precisam e merecem a ajuda de bons corações. Quando ajudar os outros virar uma tendência maior do que o bullying e as ofensas, coisas realmente significativas acontecerão no mundo todo, ao mesmo tempo em que muitas tragédias e eventos tristes serão evitados. Tudo é uma questão de viralizar o amor ao próximo, seja ao vivo ou por meio das redes sociais. Sem dúvidas isto vai fazer toda a diferença. Deste modo, que a história do homem dançante sirva de exemplo para todos, em prol de uma sociedade justa e igualitária.
Compartilhe no Google Plus

Sobre Anna Vlis

Anna Vlis (Silvana), tenho 36 anos, sou mãe, amiga e blogueira, apaixonada por pessoas que transpiram bondade,amor e honestidade. Completamente fã dos meus filhos, ávida por boa leitura e filmes. Extremamente sonhadora. Cheia de defeitos e manias e sempre com um sorriso nos lábios. Eternamente grata ao meu maior amor, Jesus. Beijinhos lilás S2
    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada por seu comentário! Isso me incentiva a postar sempre.

Não deixe link de blogs em seu comentário, para isso pode comentar como nome/url e deixar o link do seu blog. Bjinhos lilás <3