Superação e conquistas acima dos estereótipos | Hope In Love
Tecnologia do Blogger.

Superação e conquistas acima dos estereótipos


Um dos principais problemas com relação a sociedade atual é a classificação estereotipada das pessoas, muitas vezes injusta e errada. Mas existem indivíduos que não se abatem por classificações superficiais, e por isto conseguem realizar grandes feitos e deixarem a sua marca no mundo. Muito além de qualquer preconceito, estas pessoas com certeza são especiais. Por isto conheça algumas delas e veja como suas conquistas são capazes de inspirar e mostrar que todos podem ir muito além do que são classificados.


Histórias para refletir e admirar



Uma das classificações mais mesquinhas com respeito aos estereótipos é a de que a mulher é inferior ao homem, e que sua beleza é inversamente proporcional a sua inteligência. Dentro deste contexto, é ótimo que existam pessoas como a juíza Alessandra Baldini para quebrar este tabu absurdo. Aos 28 anos, ela já foi miss Distrito Federal, e depois de seguir carreira de modelo na Ásia concluiu os estudos e foi aprovada em seis concursos. Mesmo tendo que trancar seu curso e enfrentar grande preconceito, ela voltou aos estudos, graduando-se, fazendo uma especialização e conquistando seu lugar no mercado de trabalho.


Outra atitude incrível é do jornalista Gilberto Scofield Jr. e seu companheiro Rodrigo Barbosa. Ambos queriam adotar uma criança e enfrentaram vários preconceitos por serem homossexuais. Entretanto, ao conhecer um menino de quatro anos que vivia em um abrigo na cidade de Capelinha em Minas Gerais eles encontraram o integrante perfeito para a sua família. A criança havia sido rejeitada por um casal heterossexual, sob a alegação de que era negro e feio. Mas o amor de seus novos pais fez toda a diferença.


Mais exemplos que superam estereótipos

Susan Boyle - Foto Bert Kommerij


É bastante interessante como a mídia e os meios de comunicação estão presentes em casos de quebra de preconceitos e estereótipos. Um dos maiores exemplos são os vídeos de reality shows que promovem competições de talentos musicais em todo o mundo. Neles, pessoas como Susan Boyle e Kurt Nielsen, mesmo sem uma aparência física bela foram capazes de impressionar a todos pelo talento de suas vozes. O mesmo acontece com Emmanuel Kelly, um jovem com um talento vocal inigualável que ficou aleijado ao pisar em uma mina no Iraque e com o mendigo mexicano Pablo Lopez, um cantor incrível.


Brian Batista (Foto: Reprodução / brimanphoto.com)



Também é louvável a atitude do fotógrafo Brian Batista, com o seu projeto Tattoos & Rescues. Criada em setembro de 2012, a iniciativa traz imagens de pessoas tatuadas junto com cachorros resgatados das ruas. Por mais estranho que pareça combinar estes dois elementos, seu objetivo é claro: mostrar tanto que a arte corporal não define as pessoas quanto que mesmo animais abandonados a tempo e vítimas de maus-tratos podem ser recuperados e adotados. Assim, dois estereótipos são quebrados de uma só vez.


As diferenças que tornam o mundo melhor




Estas e outras histórias são a prova de que ninguém é igual a ninguém, mas isto não é algo ruim. Pessoas com gostos e atitudes diferentes são tão capazes de serem boas e fazerem coisas dignas como qualquer um, e julga-las por isto é, além de uma grande ignorância, algo errado de se fazer. Dentro deste contexto, o melhor a ser feito é conhecer melhor os outros antes de fazer qualquer tipo de julgamento. Deste modo, estereótipos absurdos serão aos poucos derrubados, o que trará um futuro melhor para o planeta.





Compartilhe no Google Plus

Sobre Anna Vlis

Anna Vlis (Silvana), tenho 36 anos, sou mãe, amiga e blogueira, apaixonada por pessoas que transpiram bondade,amor e honestidade. Completamente fã dos meus filhos, ávida por boa leitura e filmes. Extremamente sonhadora. Cheia de defeitos e manias e sempre com um sorriso nos lábios. Eternamente grata ao meu maior amor, Jesus. Beijinhos lilás S2
    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada por seu comentário! Isso me incentiva a postar sempre.

Não deixe link de blogs em seu comentário, para isso pode comentar como nome/url e deixar o link do seu blog. Bjinhos lilás <3